chuva-e-outros-contos-luiz-vilela-2

SINOPSE:

Um homem marca um encontro com alguns amigos e acaba preso em casa por causa da chuva. Um cachorro para à sua porta e ele o acolhe. Abre uma garrafa de vinho e começa a falar sobre sua vida, sua solidão e sua falsa felicidade, tendo como único interlocutor o animal que se enrola e adormece. Esse clima melancólico do conto que dá título a esta antologia parece não ser ocasional: em todas as outras histórias vemos um certo ar de desilusão e tristeza, repletas de pessoas presas ao seu cotidiano ou às suas condições de vida, aos relacionamentos, ao amor, à morte e à solidão.