a-porta-do-vento-2

SINOPSE:

Em cada esquina, um pedágio. Para atravessar a rua, uma fila. Os legumes… sintéticos. Carne de vaca… gosto de cinza apagada. Rio de água que molha, terra e céu de verdade, ar sem ser ar condicionado, plantas vivas…

Ninguém sabia o que era isso, que cidade é essa? É a que existirá no futuro, se o ser humano não parar com a destruição do meio ambiente.